Ir para conteúdo

Curta Curitiba até segunda

Sabemos que muitos atrativos turísticos pelo mundo fecham nas segundas-feiras, mas se você estiver em Curitiba neste dia, não se preocupe, fizemos uma listagem dos locais que estão abertos para você visitar.

 

Biblioteca Pública

Fundada em 7 de março de 1857, a Biblioteca Pública do Paraná (BPP) já passou por diversas sedes. Desde 1954, está localizada no centro de Curitiba, em um prédio histórico tombado pelo Patrimônio Cultural. Possui um acervo de cerca de 600 mil volumes, entre livros, periódicos, fotografias e materiais multimídia e oferece atendimento especial às crianças e aos deficientes visuais. Também conta com uma programação cultural composta por exibição de filmes, exposições de arte, encontros de poesia, contação de histórias, oficinas de criação literária e bate-papos mensais com escritores.

2ª a 6ª das 9h30 às 20h. Sábado das 8h30 às 13h

Rua Cândido Lopes, 133 - Centro

 

Bondinho da Leitura

O antigo bonde de transporte foi instalado nesse local em 1973 e era um espaço de recreação infantil. Desde 2010 funciona como uma biblioteca. O acervo atual conta com mais de 2.500 livros, com títulos para todas as idades, com clássicos da literatura brasileira e estrangeira. Há também edições para pessoas com deficiência visual. Além do empréstimo de livros de literatura, de forma simples e gratuita, também há ações de incentivo à leitura, como contação de histórias e rodas de leitura.

Aproveite que está por ali e passeie pelo calçadão da Rua XV, primeira rua exclusiva para pedestres do Brasil. Você encontra comércio variado, opções gastronômicas e belas construções históricas.

2ª a 6ª das 9h às 18h. Sábado das 10h às 14h

Rua XV de Novembro - Centro

 

Capela Santa Maria

A Capela Santa Maria fazia parte do conjunto de edificações que compunham as antigas instalações de um colégio católico. A capela foi construída em 1939. Em 1983 a escola mudou de endereço e anos mais tarde a prefeitura adquiriu o local. Restaurada, a Capela foi transformada em uma sala de concertos para música de câmara com 278 lugares e também na sede da Camerata Antiqua de Curitiba.

*Para visitação interna verificar agenda de apresentações pelo telefone 55 41 3321 2840

2ª a 6ª das 9h às 12h e das 14h às 17h30

Rua Conselheiro Laurindo, 273 - Centro

 

Casa Hoffmann

A construção de 1890 é sede do Centro de Estudos do Movimento desde 2003, sendo referência para artistas e outros profissionais com atuação nas áreas de dança, teatro, artes plásticas e educação. O edifício construído pela família Hoffmann é símbolo da prosperidade de tecelões austríacos que se mudaram para o Brasil no final do século XIX. O imóvel também constitui marco arquitetônico da transformação urbana que Curitiba viveu na virada para o século XX. Habitada pelos Hoffmann até 1974, a casa depois foi alugada e passou por diversas adaptações, até sofrer um incêndio em 1996, no qual apenas as paredes externas e a fachada foram mantidas. 

2ª a 6ª das 9h às 18h

Rua Claudino dos Santos, 58 - São Francisco

 

Conservatório de MPB

O Conservatório de Música Popular Brasileira de Curitiba dedica-se ao ensino, à pesquisa e à produção de eventos artístico-culturais na área da MPB. Possui uma fonoteca, com acervo sonoro com mais de 4.500 títulos, entre LPs, CDs, fitas cassete e de vídeo, e conta também com uma biblioteca especializada em música popular brasileira. O prédio que abriga o Conservatório de MPB de Curitiba, antigo Sobrado dos Guimarães, foi construído em 1897 para servir de residência à família de Manoel Antonio Guimarães Neto. Também já abrigou a Casa Ivaí, a tipografia da família Locker, o Hotel São José e por último o Hotel do Machado, que sofreu um incêndio em 1979. O prédio foi reformado na década de 1990 e funciona como Conservatório desde 1993.

2ª a 6ª das 9h às 12h e das 14h às 18h

Rua Mateus Leme, 66 - São Francisco

 

Museu da Vida

Para brincar e interagir com a natureza, um espaço legal é o Museu da Vida. Antigo lar das meninas, o museu é mantido pela Pastoral da Criança e é um espaço interativo, de encontros e de produção de saberes com várias exposições, sendo seis internas e duas áreas de lazer ao ar livre. As exposições contêm elementos interativos que oferecem oportunidades variadas para as crianças e suas famílias e também retrata a história da Pastoral da Criança e de sua fundadora, Dra. Zilda Arns Neumann. No último domingo de mês acontece o evento “Vamos brincar no museu?”.

2ª a 6ª das 8h às 18h. Sábado, domingo e feriados das 10h às 19h

Rua Jacarezinho, nº 1691 - Mercês

 

Museu de Arte da UFPR

O MusA tem como missão preservar, pesquisar e difundir as artes plásticas, assim como ser um centro de pesquisa e referência no campo da museologia. O acervo é composto por Arte Postal, Desenho, Escultura, Fotografia, Gravura e Pintura. Além de conhecer o museu, a visita vale também pelo prédio histórico da UFPR e Praça Santos Andrade.

2ª a 6ª das 9h às 12h e das 13h às 18h

Rua XV de Novembro, 695, 1º andar - Centro

 

Museu de Arte Indígena

Este é o lugar para conhecer arte plumária, arte cerâmica, máscaras ritualísticas, instrumentos musicais e cestarias. Neste museu você mergulha no universo indígena brasileiro, descobrindo a imensa diversidade de tribos, de línguas e de culturas existentes. É o único museu particular do Brasil dedicado exclusivamente à produção artística dos indígenas brasileiros.

$ Pago

2ª a 6ª das 10h às 17h30. Sábado das 10h às 17h

Avenida Água Verde, 1413 – Água Verde

 

Museu de Justiça do Paraná

O Museu da Justiça visa divulgar e preservar a memória do judiciário paranaense e auxiliar os estudos de pesquisadores e profissionais do direito. Criado em 1974, teve como sedes o Tribunal do Júri e o Palácio da Justiça. Por ocasião da comemoração dos 120 anos do Tribunal de Justiça do Estado do Paraná, ganhou um novo espaço, situado na esplanada do prédio anexo, onde mantém exposições permanentes e temporárias dedicadas à memória judiciária.

2ª a 6ª das 9h às 18h

Praça Nossa Senhora de Salete – Tribunal de Justiça do Estado do Paraná - Centro Cívico

 

Museu do Holocausto

O primeiro Museu do Holocausto do Brasil busca ceder a palavra e contar histórias dos que pereceram e dos que sobreviveram ao genocídio. Inaugurado em 2011, mostra os acontecimentos do holocausto através de histórias de vítimas que possuem ligação com o Brasil. Além das exposições, o museu possui acervo de livros e filmes relacionados ao tema.

2ª, 3ª e 4ª das 8h30 às 11h30 e das 14h30 às 17h30. 6ª das 8h30 às 11h30. Domingo 9h às 12h.*

Rua Agostinho Macedo, 248 - Bom Retiro

*Visita somente com agendamento

 

Museu do Saneamento

O Museu do Saneamento é um espaço de memória e cultura sobre o saneamento do Estado do Paraná, que promove o conhecimento e a reflexão entre o homem e o ambiente. Desde 2014, está instalado na antiga estação de tratamento de água Tarumã, a primeira da Capital paranaense, construída em 1945.

 

2ª a 6ª das 8h30 às 12h e das 13h30 às 17h

Rua Engenheiro Antônio Batista Ribas, 151 - Tarumã

 

Parque das Pedreiras / Ópera de Arame

A Ópera de Arame, com estrutura tubular e teto transparente, é um dos símbolos emblemáticos de Curitiba. Inaugurada em 1992, acolhe todo tipo de espetáculo, do popular ao clássico, e tem capacidade para 1.572 espectadores.
Entre lagos, vegetação típica e cascatas, numa paisagem singular, faz parte do Parque das Pedreiras juntamente com o Espaço Cultural Paulo Leminski, cenário de grandes eventos desde 1989, e que pode abrigar, ao ar livre, 20.000 pessoas.

Nas segundas-feiras não é realizada cobrança de ingresso e a visitação é limitada a algumas áreas.

Todos os dias das 10h às 19h

Rua João Gava, s/ nº - Abranches

 

Rua 24 Horas

Inaugurada em 1991, a Rua 24 Horas foi reaberta em novembro de 2011 e voltou a ser ponto de referência e encontro para quem procura boa comida, presentes, leitura e lazer bem no centro da cidade. Remodelada, agora o funcionamento da maioria das lojas vai até às 22h.

Todos os dias das 9h às 22h

Rua Visconde de Nácar, s/ nº - Centro

 

E tem mais...

Os parques de Curitiba abrem às segundas, as únicas exceções são o Passeio Público e o Zoológico. Listamos aqui algumas sugestões:

 

Jardim Botânico

Um dos pontos turísticos mais visitados de Curitiba, foi inaugurado em 1991. Criado à imagem dos jardins franceses, estende seu tapete de flores aos visitantes logo na entrada. 
A estufa, em estrutura metálica, abriga espécies botânicas que são referência nacional, além de uma fonte d’água. O Jardim das Sensações é a única atração que não abre às segundas.

Todos os dias das 6h às 19h30

Rua Eng. Ostoja Roguski, 690 - Jardim Botânico

 

Bosque Alemão

Inaugurado em 1996, o bosque possui vários elementos que celebram e divulgam as tradições alemãs. São 38 mil m² de mata nativa, que faziam parte da antiga chácara da família Schaffer. A réplica de uma antiga igreja de madeira, construída em 1933 no bairro Seminário, com elementos decorativos neogóticos, abriga uma sala de concertos denominada Oratório de Bach. Outras atrações são a trilha de João e Maria que narra o conto dos irmãos Grimm, uma biblioteca infantil (essa não abre na segunda), a Torre dos Filósofos - mirante em madeira que permite vista panorâmica da cidade e da Serra do Mar e a Praça da Poesia Germânica - com a reprodução da fachada da Casa Mila, construção germânica do início do século, originalmente localizada no centro da cidade.

Todos os dias das 8h às 20h

Rua Niccolo Paganini, esquina com Franz Schubert - Pilarzinho

 

Bosque Zaninelli 

Este bosque de 37 mil m² de mata nativa, onde existia, desde 1947, uma das maiores pedreiras da cidade, esconde uma linda surpresa no meio de Curitiba. A entrada é feita por uma passarela elevada que direciona o visitante até o lago de frente à pedreira. Se dali a vista já é bonita, espere para ver lá de cima, há um caminho até um mirante para se avistar toda a área verde. Ainda tem a Unilivre – Universidade Livre do Meio Ambiente, um centro de educação ambiental, construída com troncos de eucalipto, antigos postes de luz, o que gerou pouco impacto ambiental na época da construção, em 1992.

Todos os dias das 8h às 18h

Rua Victor Benato, 210 - Pilarzinho

 

Parque Barigui

Um dos maiores, mais antigos e mais frequentados parques de Curitiba. No Barigui têm opções para todo mundo, dá pra ficar admirando a paisagem e os muitos animais que vivem ali; dá pra fazer caminhada na pista de 5km; dá pra alugar uma bicicleta e passear pela ciclovia; dá pra ir no parquinho infantil ou nas academias ao ar livre; dá pra fazer trilha e praticar outros esportes. Viu, opção é o que não falta!

Todos os dias

BR 277 - Rodovia do Café, Km 0 - Santo Inácio

 

Parque Passaúna

O Passaúna é um parque mais afastado do centro, mas é tão bonito que vale a visita. Tem um mirante que dá pra ver o lago formado pela represa do Passaúna, toda área verde de preservação, além dos municípios vizinhos de Campo Largo e Araucária. O parque também conta com ciclovia, possibilidade de prática de esportes náuticos não-motorizados, parquinho e academia ao ar livre.

Todos os dias das 8h às 18h

Rua Eduardo Sprada, s/n° - Augusta

 

Parque Tanguá

Um belo parque de Curitiba que vale uma visita qualquer dia da semana. O Tanguá tem um mirante em semi-círculo que proporciona uma linda vista que se torna ainda mais especial no pôr do sol. Esse mirante fica em cima de um paredão de pedra de uma antiga pedreira. Se quiser até dá pra atravessar a pedreira por um túnel de 45 metros de extensão, que pode ser atravessado a pé, por uma passarela sobre a água, basta agendar a visita*. O parque conta ainda com pista de caminhada, ciclovia e o belo Jardim Poty Lazzarotto.

* Os interessados em fazer a visita guiada pelo túnel, chamado de Laboratório Geológico do Parque Tanguá, podem se inscrever pelo e-mail: visitaguiadatunel@smma.curitiba.pr.gov.br 

Todos os dias

Rua Oswaldo Maciel, 97 - Taboão

 

Parque Tingui

Este parque linear da bacia do Rio Barigui homenageia os primeiros habitantes da região, os índios Tinguis, com uma estátua do Cacique Tindiqüera. O parque tem pista de caminhada, ciclovia, parquinhos, academia ao ar livre e lagos. Há ainda o Memorial Ucraniano, que não abre às segundas-feiras, mas é tão bonito que é legal conhecer por fora, tem uma réplica de uma igreja ortodoxa, um campanário, uma casa típica e uma pêssanka gigante.

Todos os dias

Av. Fredolin Wolf, s/nº - Pilarzinho