Ir para conteúdo

Cartão-postal do turismo inteligente, Jardim Botânico recebe visita técnica

jardim botanico recebe visita tecnica

  • jardim botanico recebe visita tecnica
  • jardim botanico recebe visita tecnica
  • jardim botanico recebe visita tecnica
  • jardim botanico recebe visita tecnica
  • jardim botanico recebe visita tecnica
  • jardim botanico recebe visita tecnica
  • jardim botanico recebe visita tecnica
  • jardim botanico recebe visita tecnica

 

O grupo do Ecossistema do Destino Turístico Inteligente Curitiba (DTI), composto por representantes do setor nos âmbitos público, privado e universitário, se reuniu nesta quarta-feira (18/8), no Jardim Botânico, para uma visita técnica. 

O Botânico foi um dos locais escolhidos pelo ecossistema como atrativo para receber futuras ações no Mapa Estratégico do DTI. O espaço já traz elementos que melhoram a experiência dos visitantes e que fazem parte dos pilares do conceito de DTI, como contador de fluxo de pessoas, painéis solares, o Jardim das Sensações, a Galeria 4 Estações e o café-escola do Senac.

Esta foi a primeira reunião presencial do grupo desde o início do processo para fortalecer Curitiba como DTI, em outubro de 2020. O grupo participou de uma palestra para conhecer melhor a área e na sequência percorreu o Jardim Botânico com a monitoria de um técnico da Secretaria Municipal do Meio Ambiente.

“Para elevarmos o patamar de Curitiba a um DTI, precisamos da atuação conjunta de vários setores da sociedade e essa troca de experiência é rica para o processo”, comenta Janaína Moraes Reatti, gerente de turismo no Instituto Municipal de Turismo.

Após levantamento dos dados, o próximo passo é propor ações de melhorias que atendam os oito eixos do DTI Curitiba: governança, tecnologia, inovação, sustentabilidade, acessibilidade, experiência, marketing e infraestrutura.

A professora de Turismo na UFPR, Juliana Medaglia, faz parte do ecossistema e salienta que, além de agente de pesquisa na sociedade, a universidade é a responsável pela formação de muitos dos turismólogos que atuam no mercado e seguem na formação dos profissionais do futuro.

O Sebrae-PR também faz parte do ecossistema e a coordenadora estadual de Turismo da instituição, Patrícia Albanez, reforça a importância desse processo para todo o setor. “Nós trabalhamos a gestão da porta para dentro das empresas e essa interlocução por meio do DTI vai facilitar e acelerar o processo de desenvolvimento do ambiente para um turismo mais inteligente, que já foi bastante acelerado nesse período de pandemia”, complementa Patrícia.

Curitibanices

Curitiba que se transformar em referência mundial de DTI até 2030, encantando o visitantes com as “curitibanices”, por meio de soluções turísticas geradoras de experiências, fundamentadas em um turismo inovador, tecnológico, sustentável, acessível e humanamente centrado, que colabore para o desenvolvimento socioeconômico e a promoção da qualidade de vida local. 

Os trabalhos estão sendo desenvolvidos dentro dos princípios do design thinking, abordagem que desenvolve soluções de forma colaborativa e participativa focadas em necessidades humanas. 

LEIA MAIS

Quer compartilhar?