Ir para conteúdo

Envolvidos na obra da Torre Panorâmica comemoram os 30 anos do ponto turístico

30 anos da Torre Panorâmica

  • 30 anos da Torre Panorâmica
  • 30 anos da Torre Panorâmica
  • 30 anos da Torre Panorâmica
  • 30 anos da Torre Panorâmica
  • 30 anos da Torre Panorâmica
  • 30 anos da Torre Panorâmica
  • 30 anos da Torre Panorâmica
  • 30 anos da Torre Panorâmica
  • 30 anos da Torre Panorâmica
  • 30 anos da Torre Panorâmica
  • 30 anos da Torre Panorâmica
  • 30 anos da Torre Panorâmica
  • 30 anos da Torre Panorâmica
  • 30 anos da Torre Panorâmica
  • 30 anos da Torre Panorâmica
  • 30 anos da Torre Panorâmica
  • 30 anos da Torre Panorâmica
  • 30 anos da Torre Panorâmica
  • 30 anos da Torre Panorâmica
  • 30 anos da Torre Panorâmica
  • Torre Panorâmica

 

Nesta sexta-feira (17/12), a Torre Panorâmica completa 30 anos de funcionamento e, para marcar a data, membros do Instituto Municipal de Turismo (IMT) se reuniram no mirante para celebrar o aniversário e homenagear alguns dos funcionários da Telepar envolvidos na obra.

Para comemorar os 30 anos, os engenheiros Hatiro Tamaru, Marcelo Stival, Renato Robberto Johansson e o jornalista José Francisco Cunha, ex-funcionários da Telepar e que participaram da obra, presentearam o Museu da Torre com um exemplar do livro "Telepar, a revolução das telecomunicações no Paraná". A supervisora Ângela Maria Bueno, que trabalha há 17 anos no local, recebeu o exemplar. Todos foram homenageados pela presidente do IMT, Tatiana Turra.

“A Torre Panorâmica é um ícone da nossa cidade, os três últimos anos antes da pandemia foram de recordes de visitantes e quero agradecer a dedicação de todos que participaram e ainda participam da história da Torre”, comentou Tatiana Turra, presidente do IMT.

Desde que começou a fazer a contagem no ano 2000, mais de 2.122.329 pessoas visitaram a Torre, que se tornou um dos pontos turísticos obrigatórios para moradores e turistas.

Nos próximos dias a atração vai ganhar um painel fotográfico que promete ser mais um ponto especial para toda a família registrar belas fotos. 

Turistando na Torre

“A nossa cidade é fantástica e nós curitibanos temos o privilégio de termos em nossa cidade uma atração fantástica como a Torre. Daqui temos uma visão completa da nossa cidade e eu quero parabenizar Curitiba pelos 30 anos da Torre e quem não conhece ainda, venha”, declara Jean Garcia Cesar, pastor da Igreja Batista. 

Assim como o advogado Felipe Toporoski, que veio com a esposa e o filho passear no local, e recebeu um pacotinho com sementes de ipê. Todos os visitantes agendados para essa sexta-feira também foram presenteados.

Curiosidades

Inaugurada em 17 de dezembro de 1991, está no ponto mais alto da cidade e é a única torre de telefonia do Brasil com mirante aberto à visitação. Oferece uma vista privilegiada de 360 graus da cidade e ainda é possível visualizar também a Serra do Mar. Os 109,5m de altura correspondem a um edifício de 40 andares.

O projeto da Torre Panorâmica começou a ser desenvolvido nove anos antes. Nas obras do bloco de fundação da Torre acabou sendo quebrado um recorde na concretagem, para a época, levando 11 horas e meia.  

No mirante da Torre, além da linda vista, a atração é um painel do artista plástico paranaense Poty Lazzarotto. A obra foi criada em homenagem aos 300 anos de Curitiba, comemorados em 1993. O painel construído em concreto aparente, com 25 metros de comprimento e 2 metros de altura, apresenta os primeiros moradores da região, o desenvolvimento da cidade e a evolução da telefonia até os telefones celulares.  

No piso do mirante, o visitante pode contemplar um mapa da cidade com os principais atrativos turísticos representados em relevo.

No hall de entrada foi montada uma exposição permanente sobre telefonia, mas devido à pandemia o espaço segue temporariamente fechado.

Bastidores da obra

Marcelo Stival, engenheiro civil, relembra os desafios da construção e destaca dois momentos, na escavação e concretagem.“Assim que começamos a escavação encontramos um lençol freático e a água brotava do solo, tivemos que aplicar uma técnica com ar comprimido para expulsar a água e podermos concretar. E no momento de subir a torre, usamos formas deslizantes e funcionava 24 horas, não podíamos parar, e fomos subindo de 50 em 50 cm. Era uma tecnologia inovadora que nunca tínhamos usado. É muito gratificante para mim estar aqui nesse momento”, relata Stival.

A concretagem da fundação também foi um recorde: foram 12 horas seguidas de trabalho, complementa Stival.

O engenheiro elétricista Hatiro Tamaru estava emocionado com a visita e fez questão de agradecer a todos os envolvidos no processo de construção da Torre.

“Dá um orgulho ter participado dessa construção e eu enalteço todas as pessoas que trabalharam nessa obra, não só a equipe interna da empresa, mas os terceirizados e independente de nomes, cargos e funções. Todos deram a sua cota de esforço para que essa obra fosse erguida”, declara Tamaru. 

Como visitar

O atendimento está sendo limitado a 35 pessoas, com tempo de permanência no mirante de até 10 minutos. Para visitar o local é necessário fazer um agendamento prévio on-line no Ingresso Curitiba.

Presenças

Do Instituto Municipal de Turismo, também estiveram presentes: Paulo Nauiack, superintendente; Magali do Rocio Montaldo Breda, financeiro; Marcos Saito de Azevedo, Turismo e Artesanato; Janaína Reatti, gerente de Turismo; Wellington Medeiros, analista em Turismo e Mari Pessin, coordenadora dos Pontos de Informação Turística e funcionários da Torre Panorâmica.

Quer compartilhar?