Ir para conteúdo

Falta um mês para a Feira Internacional de Destinos Inteligentes em Curitiba

Feira Destinos Inteligentes

  • Feira Destinos Inteligentes
  • Feira Destinos Inteligentes
  • Feira Destinos Inteligentes
  • Feira Destinos Inteligentes
  • Feira Destinos Inteligentes

Inovação e desenvolvimento em turismo tornarão Curitiba polo do setor em 17, 18 e 19 de março, com a realização da Feira Internacional de Destinos Inteligentes (Fidi). Profissionais renomados e lideranças vão se reunir em pontos turísticos estratégicos, com o Memorial de Curitiba, em um evento que integra as comemorações de 331 anos da cidade. Os organizadores esperam receber mais de mil pessoas na Fidi.

Em sua primeira edição presencial, a feira vai tratar das estratégias de Destinos Turísticos Inteligentes (DTI) utilizando a capital paranaense como cenário, através de dez circuitos temáticos integrados. Além disso, 30 palestras com profissionais renomados vão enriquecer a experiência dos participantes. 

“A realização do evento veio em um momento muito bom de crescimento e aprimoramento do turismo em Curitiba, e com ele esperamos evoluir ainda mais na construção de atividades que sejam positivas tanto para o visitante quanto para a comunidade que o recebe”, declara a pesidente do Instituto Municipal de Turismo, Tatiana Turra.

A Fidi antecede outro evento internacional importante na cidade, o Curitiba Smart City Expo, que acontecerá na sequência, nos dias 20, 21 e 22 de março. 

Destinos Turísticos Inteligentes 

Curitiba foi escolhida para o evento pela sua execução bem-sucedida de estratégias para ser um Destino Turístico Inteligente. A metodologia DTI foi desenvolvida na Espanha para ajudar as cidades a darem maior visibilidade aos atrativos turísticos com tecnologias que tornam os destinos acessíveis e sustentáveis. No Brasil, a metodologia foi implantada em 2021 pelo Ministério do Turismo, em parceria com o Instituto Ciudades del Futuro.

Os eixos DTI são nove: governança, sustentabilidade, inovação, tecnologia, marketing, criatividade, mobilidade, segurança e acessibilidade.

“Curitiba é destaque no processo de transformação para ser um Destino Turístico Inteligente, com ações ligadas às características de desenvolvimento humano que concederam a ela o título de Cidade Mais Inteligente do Mundo, entregue em Barcelona, em 2023”, comenta o curador da gestão modelo DTI no Instituto Municipal de Turismo de Curitiba, Wellington Medeiros.

São exemplos do processo de transformação de Curitiba em DTI iniciativas pela acessibilidade em espaços turísticos, como a audiodescrição em eventos e o Curitiba na Palma da Mão (miniaturas dos pontos turísticos para uso de deficientes visuais); a reforma no Memorial de Curitiba, que se tornou mais acessível; a preocupação com o meio ambiente, com destinação adequada de resíduos e preservação de áreas verdes; até projetos de digitalização de processos, como as inscrições para as feiras de artesanato.

Serviço: Feira Internacional de Destinos Inteligentes

Data: 17, 18 e 19 de março
Inscrições neste link

Quer compartilhar?