Ir para conteúdo

Jardim Botânico ganha 100 mil novas mudas de amores-perfeitos

Jardim Botânico ganha 100 mil novas mudas

  • Jardim Botânico ganha 100 mil novas mudas
  • Jardim Botânico ganha 100 mil novas mudas
  • Jardim Botânico ganha 100 mil novas mudas
  • Jardim Botânico ganha 100 mil novas mudas
  • Jardim Botânico ganha 100 mil novas mudas
  • Jardim Botânico ganha 100 mil novas mudas
  • Jardim Botânico ganha 100 mil novas mudas
  • Jardim Botânico ganha 100 mil novas mudas
  • Jardim Botânico ganha 100 mil novas mudas

 

Começaram nesta semana as trocas das flores do paisagismo de Curitiba por espécies mais adaptadas ao clima frio - tempo seco e com maior ocorrência de geadas. Como já é quase tradição, o primeiro lugar a receber as novas mudas é o Jardim Botânico de Curitiba. Apenas por lá serão 100 mil novas mudas de amores-perfeitos. 

De acordo com o diretor de Produção Vegetal da Secretaria do Meio Ambiente, José Roberto Roloff, ainda devem levar cerca de duas semanas para que todas as mudas floresçam. Nos desenhos geométricos do Jardim Francês estão sendo plantadas cores sortidas.

“Para o desenho do canteiro central definimos as cores amarela e azul com branco, já que é um dos locais mais fotografados, com a estufa ao fundo”, explica Roloff.

Para o restante da cidade - parques, praças e canteiros de avenidas, serão cerca de 500 mil mudas de amores-perfeitos, bocas-de-leão e cravinas. A produção vem toda do Horto Municipal do Guabirotuba. 

Restrições

Vale lembrar, para quem quiser conferir a beleza das unidades de conservação com as flores de inverno, que a cidade continua com restrições para conter a disseminação da covid-19. 

Os locais permitem atividades individuais, sem contato, com uso obrigatório de máscara, distanciamento e higienização das mãos com álcool em gel. No Jardim Botânico, a estufa e o Jardim das Sensações permanecem fechados ao público.
 

Quer compartilhar?