Ir para conteúdo

Oficinas impulsionam estratégias de Curitiba para se consolidar como Destino Turístico Inteligente

Visão de futuro

  • Visão de futuro
  • Visão de futuro
  • Visão de futuro
  • Visão de futuro
  • Visão de futuro
  • Visão de futuro
  • Visão de futuro
  • Visão de futuro
  • Visão de futuro
  • Visão de futuro
  • Visão de futuro
  • Visão de futuro
  • Visão de futuro
  • Visão de futuro
  • oficina alfajor
  • oficina alfajor
  • oficina alfajor
  • oficina alfajor
  • oficina alfajor
  • oficina alfajor
  • oficina alfajor
  • oficina alfajor
  • oficina alfajor
  • oficina alfajor

As oficinas do Programa Turismo Futuro Brasil, realizadas na sede do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae-PR), no Prado Velho, terminaram nesta quinta-feira (21/9). Durante três dias intensos de trabalho, representantes dos setores público, privado e acadêmico se reuniram para os encontros.

O evento teve como foco a cidade de Curitiba, que busca acelerar ações para se consolidar como Destino Turístico Inteligente (DTI), assim como outros 11 municípios no Brasil. Os municípios selecionados pelo programa DTI são beneficiados com uma consultoria técnica realizada pela GKS Consultoria, que está apoiando de forma personalizada no desenvolvimento das ações estratégicas.

O técnico da GKS, Enzo Arns, destacou as ações realizadas durante os três dias de oficinas. “Estudamos tudo o que está sendo feito em Curitiba para ela se transformar em destino turístico inteligente e desenvolver metas e ações até o final de 2024”, disse ele.

A coordenadora estadual de Turismo, Economia Criativa e Artesanato do Sebrae, Patrícia Albanez, ressaltou que o evento é um dos marcos importantes no processo de evolução de Curitiba para se tornar um DTI. “O Sebrae desempenha papel importante neste processo, de reunir os outros atores, como poder público e setor acadêmico, que têm o mesmo objetivo final de concretizar a cidade como destino turístico inteligente no Brasil”, afirmou.

A presidente do Instituto Municipal de Turismo (IMT), Tatiana Turra, salientou que a possibilidade de troca de experiências permitirá acelerar a transformação da capital paranaense em um destino mais inovador e inteligente. 

“Desde agosto de 2020 temos trabalhado para o desenvolvimento da metodologia DTI, por meio de uma parceria entre o Instituto Municipal de Turismo e o Sebrae-PR, e seguimos avançando nesse processo”, comentou a presidente do IMT.

As atividades realizadas nas Oficinas incluíram:

  • Construção da Visão de Futuro: os participantes trabalharam em conjunto para criar uma visão de futuro para Curitiba como destino turístico. Isso envolveu a identificação de metas e objetivos a longo prazo que visam tornar a cidade ainda mais atrativa para os visitantes.
  • Análise Integrada: análise detalhada da situação atual do turismo em Curitiba, levando em consideração diversos aspectos, como infraestrutura, serviços, atrativos turísticos e estratégias de marketing.
  • Plano Estratégico: com base na visão de futuro e na análise integrada, os participantes elaboraram um plano estratégico que definirá as diretrizes para as ações-chave que serão implementadas para fortalecer o turismo na cidade.

Programa Turismo Futuro Brasil

O programa é uma parceria entre o Sebrae Nacional e o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), com objetivo de fortalecer o turismo no país. Os destinos turísticos participantes receberão capacitação e apoio técnico para desenvolver ações de fomento ao setor em suas regiões. 

Os 12 destinos turísticos que fazem parte do programa

. Centro-oeste: Pirenópolis (GO) e Bonito (MS)
. Nordeste: Penedo (AL), São Luis (MA) e Recife (PE)
. Norte: Novo Airão (AM) e Belém (PA) 
. Sudeste: Belo Horizonte (MG), Ilhabela (SP) e Paraty (RJ)
. Sul: Curitiba (PR) e Bombinhas (SC)

Artesanato étnico

Nesta quinta-feira (21/9), a chef peruana Rosário Patrícia Garcia Burga participou do projeto de artesanato étnico do Liceu de Ofícios Criativos, ensinando o preparo do autêntico alfajor peruano. O evento teve parceria com a Secretaria Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional e o Instituto Municipal de Turismo. A oficina ocupou a Cozinha Vila Electrolux, no Mercado Municipal de Curitiba, e contou com a participação de 12 alunos.

Quer compartilhar?