Ir para conteúdo

Pesquisa identifica perfil da Feira do Largo da Ordem

<P align=justify>A Prefeitura quer conhecer o perfil dos freqüentadores da Feira de Artesanato da Praça Garibaldi, conhecida como Feira do Largo da Ordem. Para isso, irá realizar neste domingo (27) uma pesquisa no local. A idéia é ter em mãos um diagnóstico, que será usado como base para o desenvolvimento do projeto de reestruturação da feira, que ao longo de seus 34 anos tornou-se uma das maiores de todo o Brasil.</P> <P align=justify>A pesquisa é coordenada pelo Instituto Municipal de Turismo, que nesta gestão passou a ser responsável pelas feiras de arte e artesanato da cidade. "O levantamento irá fornecer subsídios para o desenvolvimento de ações de melhoria. Queremos que a Feira do Largo da Ordem se torne um local agradável e confortável, onde as pessoas podem ver e comprar o artesanato da região", diz Luiz de Carvalho, presidente do Instituto Municipal de Turismo. </P> <P align=justify>Durante o trabalho, o Instituto irá identificar o perfil do público que freqüenta a feira, se é turista ou morador da cidade; por quanto tempo fica no local, sua freqüência de visita, quanto gasta, produtos de maior interesse e a motivação que o leva à feira. </P> <P align=justify>A pesquisa deve levantar, ainda, a opinião dos freqüentadores quanto à infra-estrutura da feira, os serviços oferecidos, produtos ofertados e interesse em ter os dias de funcionamento e horários ampliados. O trabalho de coleta das informações será feito das 9h às 14h, por 25 estudantes do curso de Turismo da Faculdade Unibrasil. </P> <P align=justify>Juntamente com a pesquisa será feita a contagem de público, um trabalho coordenado pelo Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (IPPUC). A idéia é ter um número atualizado de freqüentadores. No processo de contagem, o IPPUC disponibilizará dezesseis funcionários que estarão distribuídos nos principais acessos do setor histórico. </P> <P align=justify>&nbsp;</P></FONT>

Quer compartilhar?